Capivaras urbanas

22/10/2010 by arcabrasil | Filed under Ações ARCA, Vida Silvestre.

Elas não são frágeis, resistem a situações adversas, são típicas de uma fauna mundialmente cobiçada e carregam o título de maior roedor do mundo – essas são as capivaras, que atualmente pagam um preço muito alto por seus caminhos levarem até a maior metrópole do país.

Em julho deste ano a ARCA Brasil recebeu um e-mail denunciando o caso de uma capivara machucada no poluído rio Pinheiros, que serve de moldura para os noticiários da Rede Globo e para elegantes escritórios de multinacionais, entre outras empresas da região. Mas engana-se quem pensa que esses animais são bem assistidos por estarem em local tão “nobre”. Ao contrário, eles são mais um exemplo do descaso das autoridades para com a fauna silvestre brasileira.

A capivara ferida tem uma cinta metálica presa ao corpo, material que não expande com o crescimento do animal e está ameaçando, literalmente, cortar o bicho ao meio. As fotos (abaixo) falam por si. A pergunta que fica é, até quando ela vai sobreviver?

Desde então a ARCA vem acionando os órgãos competentes para que tomem alguma atitude, incluindo a Policia Ambiental Estadual, normalmente atenta, mas que alegou precisar da “localização exata” dos bichos.

Em setembro o Jornal do Campus, publicação dos alunos de jornalismo da USP, denunciou o caso e descobriu que elas são velhas conhecidas. De acordo com a publicação, há pelo menos 7 anos os animais vivem por ali. O guarda universitário, aflito com a situação, “chegou a ligar para o Greenpeace” e recorrer à reitoria, porém nada foi feito.

Por se tratar de um animal silvestre, teoricamente estaria sob responsabilidade do IBAMA, certo? Errado! De acordo com o Jornal do Campus, o órgão alegou que só atua nos casos onde os animais estão em cativeiro. Procurados pela ARCA, a instituição federal não se manifestou até o fechamento dessa matéria.

Ao que tudo indica, no meio desse jogo de empurra-empurra o que menos importa é o bicho. Cadê o IBAMA? As polícias ambientais e florestais? A Faculdade de Medicina Veterinária da USP? Deputados federal e estadual por São Paulo, eleitos sob a bandeira da proteção animal?

Agora, vejamos o contra-censo, noticiado pelo jornal Folha de SP no último dia 21. Soró, um papagaio-verdadeiro está no meio de uma briga judicial. Criado há 26 anos por uma família corre o risco de ser apreendido pelo IBAMA, já que de acordo com as normas brasileiras atuais é proibida a criação desses animais.

No entanto, Soró sofre de epilepsia e não sobreviveria um dia na natureza. Que balança do bom-senso o IBAMA usa? De um lado sua a camisa pra tirar um papagaio daqueles que zelam por sua frágil saúde e, por outro, não se move pra ajudar uma capivara em flagrante e cruel sofrimento.

Vale lembrar que as capivaras, assim como muitas outras espécies, só buscam os centros urbanos porque seu habitat natural está sob algum tipo de ameaça, como o Notícias da ARCA divulgou na matéria “Os sem floresta brasileiros”.

Acreditamos no poder da comunicação e no papel fundamental que você, nosso leitor, tem nessa luta. Não aceitemos a indiferença! Encaminhe esse artigo para os seus contatos e proteste junto aos canais competentes, com cópia para revistas, jornais, televisão e rádio.

Se preferir use o modelo abaixo:

Caros Senhores,

A omissão de socorro no caso da capivara, que desde julho vive presa a uma cinta metálica, e a cada dia tem seu corpo mais mutilado, chocou muitos protetores de animais, bem como toda a cidade de São Paulo, já que animal se encontra no Rio Pinheiros, um dos principais da cidade.

Causa indignação saber que, uma cidade que tem cada vez menos animais silvestres, não cuide das poucas espécies que conseguem sobreviver em meio a esse caos urbano.

No exercício pleno dos meus direitos como cidadão, venho por meio desta exigir que os órgãos competentes resgatem e acabem com o sofrimento desse animal.

Grato pela atenção,
—————————————–

Prefeito da Cidade de São Paulo:gabinetedoprefeito@prefeitura.sp.gov.br;
Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambienteeduardojorge@prefeitura.sp.gov.br
Ibama: linhaverde.sede@ibama.gov.br

Policia Ambiental: www.polmil.sp.gov.br

Opções pra botar a boca no trombone:
Rádio Jovem Pan AM:http://blogs.jovempan.uol.com.br/ouvintejp/envie-sua-reclamacao/ ouhttp://blogs.jovempan.uol.com.br/ouvintejp/envie-sua-reclamacao/
Rádio CBN: Redação sitecbn@cbn.com.br
Rádio Bandeirantes: http://radiobandeirantes.com.br/faleconosco.asp?TP=RBNOAR
Fale com a Rede Globo:http://falecomaredeglobo.globo.com/index1.aspx
Fale com a Rede Bandeirantes de Televisão:http://www.band.com.br/faleconosco
Fale com a Rede Record: http://rederecord.r7.com/contato.html

Enquanto os órgãos competentes não agem, a ARCA Brasil, como uma Organização Não Governamental, está contatando veterinários e interessados em ajudar a salvar o animal ferido.


Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*