Proteja seu bicho dos fogos

24/12/2014 by arcabrasil | Filed under Cão e Gato, Dicas/ Lazer, Saúde animal.

Todo final de ano é a mesma aflição: as festas e queimas de fogos assustam cães e gatos, provocando fugas e até problemas sérios de saúde nos pets mais idosos.


Você sabia que o cão tem uma audição muito mais apurada do que os seres humanos? E que a audição dos gatos é ainda mais aguda que a dos cães?

Descobertas científicas recentes mostram que o ser humano é capaz de ouvir sons entre 20 e 20.000 Hz. Nos cães, essa capacidade salta para 20 a 30.000 Hz, e nos gatos, entre 30 e 45.000 Hz.

É por isso que eles sofrem tanto com os barulhos de fogos.

Neste final de ano, evite que o seu animal de estimação fuja, desapareça ou sofra excessivamente com a barulheira típica das festas. A ARCA Brasil reuniu algumas orientações:

Identificação

Coloque uma plaqueta de identificação na coleira, com seus números de telefone (residência e celular). Essa providência vale por um ‘bilhete de volta’ no caso de fugas. A coleira do gato deve ser elástica, para evitar enforcamentos caso o bichano se prenda em uma grade, galho de árvore etc. Mesmo que o animal tenhamicrochip, a plaqueta continua sendo útil.

Segurança

Verifique se muros, cercas e portões estão seguros e trancados. Afinal, quando o bicho se apavora, pode fugir de casa. Uma boa providência é deixar o animal dentro de casa e não no quintal – ele se sentirá mais seguro, e as paredes e janelas sempre ajudam a diminuir um pouco o impacto do som.

Se mora em apartamento, verifique se as telas de proteção estão firmes e seguras. Se não tiver tela, jamais deixe as janelas abertas, sobretudo se você tem gatos! Segurança deve ser a prioridade em dias como estes.

Conforto

Nunca deixe seu cão preso em corrente. Na hora do pânico, ele pode se machucar e até se enforcar. Se tiver mais de um cão, evite deixá-los juntos por precaução. Excitados pelo barulho, eles podem brigar e se ferir mutuamente.

Apesar de desconfortáveis, tampões de silicone ou algodão podem ser utilizados, mas retirados imediatamente, assim que o barulho cessar.

Especialmente para os gatos, procure criar um cantinho especial, com cobertores e um certo isolamento (a velha e boa caixa de papelão sempre funciona!). Abra portas de armários e deixe os lugares que eles gostam acessíveis, além de água, comida e areia próximos.

Alimentação correta

Dê alimentos leves antes dos fogos, evitando os distúrbios digestivos provocados pela agitação e pelo pânico.

Relaxamento!

Durante o dia, saia para passear, correr e brincar várias vezes com seu cão. Também faça bastante carinho nos pets, para aumentar sua sensação de segurança e bem-estar. Assim, eles estarão menos propensos ao estresse quando começar a queima de fogos.

Medicação

Animais idosos ou extremamente nervosos podem precisar de medicação, que só pode ser receitada pelo médico veterinário. Mas, além desses casos especiais, é possível atuar preventivamente: uma opção sem contraindicações é o Floral de Bach Rescue, que, segundo os adeptos dessas linhas naturais e alternativas de saúde, ajuda a equilibrar as emoções. Porém, comece a dar o Rescue uns quatro dias antes da data crítica para a barulheira – assim dá tempo de a substância atuar e o animal estar mais “centrado” no dia da festa.


Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*