Férias para você. E para o seu pet?

06/12/2016 by arcabrasil | Filed under Dicas/ Lazer.

ESPECIAL – “TODOS CONTRA O ABANDONO”

O amigão não vai viajar junto? Pena… mas, não se preocupe. A ARCA Brasil reuniu dicas de hospedagem, ‘babá a domicílio’ e até de startups com georreferenciamento para você escolher a solução mais adequada ao bem-estar do seu pet (e ao seu bolso).


Férias combinam com viagem. Mas quem não pode levar junto o animal de estimação enfrenta alguns dilemas: Hospeda-lo em um hotelzinho? Pedir para um amigo ou vizinho passar diariamente para cuidar? Contratar uma pet sitter ou experimentar uma nova modalidade – a hospedagem com anfitriões em uma espécie de ‘uber dos bichos’?

“Todas as opções são válidas, desde que o bem-estar do animal seja preservado”, explica Marco Ciampi, presidente da ARCA Brasil. “O importante é não improvisar, deixar água e ração suficientes para vários dias, por exemplo. O animal pode precisar de cuidados veterinários, assustar-se com os fogos e virar as vasilhas… Enfim, os pets dependem dos seus tutores humanos e ficam muito vulneráveis quando eles se ausentam”, resume Ciampi.

A criatividade dos amigos dos bichos em encontrar soluções solidárias surge como a grande esperança para atenuar o problema. Nos últimos anos surgiram profissionais que atendem a domicílio, plataformas digitais com georreferenciamento para localizar pessoas treinadas e dispostas a hospedar pets de forma temporária, e até especialistas em cuidar de bichos diferentes (isto é, nem cães nem gatos).

A ARCA Brasil – que sempre se dedica ao tema nessa época como forma de combater o abandono – relaciona a seguir alguns exemplos de empresas e prestadores de serviços nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, para servir de parâmetro. Se você conhecer bons serviços em outras praças deixe o seu comentário – quanto mais interação, melhor!

Obs.: Não pudemos testar cada um deles, sempre que possível se informe com ex-clientes – se aprovaram e recomendam a empresa e/ou o profissional.

EMPRESAS E PROFISSIONAIS

Dog Hero

Presente em cerca de 500 cidades do país, o Dog Hero é uma plataforma de interação entre o “hóspede” (pet) e o “anfitrião” (pessoa que acolhe o bichinho em casa).

Segundo seus criadores, a empresa é uma startup, ou seja, empreendimento que tem na inovação  seu principal trunfo para gerar e agregar valor.

A Dog Hero reúne 8 mil anfitriões que recebem os animais em suas próprias casas (não atendem em domicilio), mediante um preço previamente combinado – a empresa não trabalha com tabela fixa.

Segundo a empresa , todos os “anfitriões” passam por um processo seletivo e, depois de aprovados, recebem suporte de uma equipe que oferece assistência e conteúdos de treinamento para uma boa estadia. A partir da contratação do serviço, o cliente passa a ter direito a um seguro veterinário.

Saiba mais: https://www.doghero.com.br/

My Pets Nanny

Pioneira no serviço de petsitter no país, a empresa tem seis anos e funcionamento parecido com o de uma agência de babás. Os prestadores de serviço credenciados atendem a domicilio e, quando necessário, hospedam o animal em suas próprias casas.

Os interessados tem o direito de solicitar uma visita (sem custos). Segundo a idealizadora, um profissional vai até a residência para conhecer a rotina do ‘cliente’, e assim selecionar a pessoa da equipe com perfil ideal para cuidar de cada bichinho. Conta ainda com outros serviços, como Dog Walker, Taxi Dog, Pet Câmera, Fly Pet.

Saiba mais: http://mypetsnanny.com.br/

PETSITTERS

Runamia Cat Sitter (SP)

Naturalmente curiosos e acrobáticos, gatos costumam se enfiar em locais de difícil acesso e até de se machucar. Por isso, é fundamental monitorá-los e checar seu bem-estar durante a ausência dos tutores.

Para dar conta dessa missão, surgiu, nos últimos anos, a figura da cat sitter, ou seja: uma especialista em atender os mimos dos felinos e atendê-los a domicílio.

Com 15 anos de experiência na lida com os bichanos, Edna Nogueira é uma dessas profissionais. Descrita como “exemplo de dedicação” por diversos clientes. Atua exclusivamente na cidade de São Paulo e costuma dar feedbacks sobre o comportamento dos peludos.

“Me tornei cat sitter por conviver com gatos há muitos anos, especialmente por conhecer o problema dos felinos em se acostumar a novos territórios. Muitas vezes deixei de viajar pelos meus, hoje zelo para que tutores e bichanos fiquem confortáveis” relata Edna.

Contato: (11) 98224-5579
runamia@gmail.com

Renata Cat Sitter (Brasilia,  DF)

Renata Porto toma conta de gatos há 5 anos. Além dos cuidados básicos, oferece orientação sobre manejo e problemas comportamentais, especialmente para pequenos felinos.

Com experiência na esfera das artes (é formada em Artes Cênicas e Letras), a cat sitter proporciona até “musicoterapia” para os gatos. “Eles manifestam de forma distinta ao ouvir os sons, ficam mais relaxados, atentos. Alguns têm até preferências entre os compositores clássicos, como Bach, por exemplo.”, declara Renata.

Contato:  (61) 92294453

Ju Cat Sitter (RJ)

Sempre tive afinidade com gatos, para mim é mais que um trabalho, é algo que eu gosto, que me dou bem”, afirma Juliana Tobar, cat sitter e bióloga da cidade do Rio de Janeiro.

Com experiência de 9 anos na função, Juliana aplica seu afeto com os bichanos e ajuda aqueles que precisam.

Sua clientela aprova o serviço: “O que mais prezo nessa vida é o bem estar e a segurança dos meus gatos, não confiaria em outra pessoa para proporcionar isso aos meus gatinhos quando não posso estar por perto!” – Manoela Carvalho (RJ).

Apesar de se identificar mais com gatos, a Catsitter, em alguns casos, acolhe também cães.

Contato: (21) 96896-7870

https://www.facebook.com/jucatsitter/?fref=ts

Dri Care Pet Sitter (SP)

Formada em Biologia e protetora independente de animais, a paulistana Adriana da Conceição é ‘babá de bichos’ – e não apenas de cães e gatos. Pássaros, tartarugas, aquários e até aranhas e cobras fazem parte de sua extensa lista de ‘clientes’.

“Nunca fiz distinção de espécie”, informa.  “Não que eu conheça todos com profundidade, mas, se eu for corretamente instruída, posso assegurar o bem-estar do animal durante a ausência do tutor, garantindo que ele receba os cuidados próprios de sua espécie”, explica.

Há, porém, uma restrição: ela se recusa a servir alimentos vivos. “No caso de cobras que se alimentam de ratos ou coelhos vivos, por exemplo, eu não presto atendimento. Simplesmente, não consigo”, avisa.

Contato: (11) 9 7623-1474

https://www.facebook.com/Dri-Care-Pet-Sitter-1723850211169897/

HOTÉIS

Os tradicionais hoteizinhos não podem ficar de fora quando se trata de hospedar os peludos.

Nesses locais, costuma haver assistência veterinária constante. Mas, para que o bem-estar do peludo fique garantido, é importante fornecer todas as informações a seu respeito (temperamento, disposição para interagir com pessoas e outros animais etc.) e providenciar objetos que o ajudem a se sentir “em casa” – a caminha, um cobertor, o brinquedo favorito etc.

Atenção: bons estabelecimentos exigem carteirinha de vacinação atualizada, avaliação veterinária e aplicação de antipulgas antes da hospedagem.

Dog World (SP)
Mais uma vez, a ARCA Brasil coloca a Dog World como uma boa opção nessa categoria. No local, os cães são estimulados a se interagirem com outras pessoas e com outros animais. Nada de ficar confinados aos canis, eles frequentam espaços com atividades durante o dia, brincam juntos, se exercitam, tomam banho de sol e até podem dar um pulinho no lago.

Além da hospedagem, o local oferece serviços de creche, lar temporário e treinamentos de agility e obediência – o proprietário é um dos principais especialistas do país nessas categorias.

Possui duas unidades: uma na cidade de Cotia e outra em São Paulo (SP).

Saiba mais: http://www.parquecanino.com.br/

Hotel Bon Voyage (RJ)

Mais do que um local para hospedagem de pets, o Hotel Bon Voyage se propõe a ser um espaço de lazer para os bichos. Dispõe de 22 funcionários treinados para ofertar atendimento especializado aos peludos e tem serviços como day care (“creche”), banho e tosa e transporte animal.

Localiza-se em um sítio arborizado em Jacarepaguá, cidade do Rio de Janeiro (RJ).

Saiba mais: http://www.hotelbonvoyage.com.br/hotel/

CONFIRA A TABELA DOS SERVIÇOS DE EMPRESAS E PROFISSIONAIS

Decidiu levar o seu animal com você? Fique tranquilo, veja como:

http://www.arcabrasil.org.br/blog/2016/12/pes-e-patas-na-estrada/



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*